Expert revelam os segredos do Marketing Viral da Coca-Cola.

Tempo de leitura: 3 minutos

Expert revelam os segredos do Marketing Viral da Coca-Cola. 

O que é, afinal, o marketing viral?

Antes de mais nada, é bom entender o que é uma estratégia de marketing viral e como ela funciona, certo? Pois bem: a ideia do viral é a de que um indivíduo pode “infectar” outro, que depois infectará mais um de forma bem rápida e, assim, espalhar o vírus por vários lugares. Só que, no caso, esse vírus é uma ação, uma mensagem da sua marca, que, além de ser bem divulgada, acaba chegando nesse objetivo com esforços de terceiros e aproveitando a empatia deles por aquela informação.

Do lado de fora da web muita gente já chamava esse movimento de “boca a boca” ou buzz, mas na rede a ideia do viral foi mais difundida e acabou ficando por isso mesmo, principalmente depois do caso do Hotmail, que mencionamos. No entanto, apenas saber a terminologia do marketing viral não resolve muita coisa, por isso nada melhor que ver o que é necessário no ambiente para que esse vírus se espalhe.

O ambiente do viral

Tudo bem, então você já sabe que uma estratégia de marketing viral envolve o desejo de uma pessoa levar a mensagem da sua empresa para outra. Ótimo, mas antes de vermos o que vem dentro do recheio dessa mensagem é preciso observar bem de perto como é o ambiente de proliferação desse vírus.

Tamanho do mercado

Quando você é uma Nike, seu mercado é extremamente grande e fértil para a proliferação de virais. Agora, no caso de empresas pequenas e médias, é um pouco diferente. Por isso, antes de colocar o “viral” em pauta é sempre interessante ver qual é o tamanho real do seu mercado e em quais outros a sua mensagem poderia ser bem recebida.

Paciente zero

Um vírus precisa ter um paciente zero, aquele sujeito que vai ser o primeiro a levar a mensagem para outros lugares. Aí, no caso de estratégias de marketing viral, é extremamente importante ver quem são esses pacientes. Quais são os seguidores e fãs de uma marca que poderiam (e teriam como) levar uma mensagem para a frente.

Nova audiência

Se o seu mercado é composto por 10 mil pessoas e você já conversa com nove mil, não existe muito espaço para que o viral se espalhe, por isso é crucial pensar no volume de audiência que ainda não está sendo impactada pela sua mensagem.

Vida útil

De acordo com um estudo do Moz.com, o tempo de vida útil de uma mensagem viral, depois que ela explode, não dura mais que dois dias — e isso quando ela funciona. Após esse período, o volume de pessoas atingidas pela ação começa a diminuir e não demora muito para que ela perca o efeito. Portanto, pensar no período em que você consegue manter uma mensagem sendo divulgada para que ela tenha efeito e depois para que tenha uma pós-vida é extremamente importante.

Pois bem, agora que você já sabe como é o ambiente favorável ao viral, que tal entender como é o seu conteúdo? Ou melhor: o marketing de conteúdo.

Depois assista isso e tire suas conclusões
https://goo.gl/JBENXB

Se gostou compartilhe por favor!
(Visited 21 times, 1 visits today)

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.